Espionagem e ataque a soberania brasileira: é preciso garantir a liberdade de Snowden!

Em uma trama que nos faz lembrar filmes hollywoodianos, veio à tona no último mês, graças às denúncias de Eduard Snowden, o maior escândalo de espionagem dos últimos tempos. Snowden, ex-analista da Agência Segurança Nacional (NSA) americana, revelou ao mundo dados que permitiram à imprensa internacional e nacional revelar programas de vigilância do governo americano contra a população, diplomatas e governos de todo o mundo, por meio de plataformas do Google, da Apple e do Facebook.

O próprio Brasil, segundo matéria do jornal “O Globo”, esteve entre os países mais espionados, com bilhões de e-mails e ligações monitoradas, assim como a embaixada do país em Washington e a representação da ONU em Nova York e pior, com a presença, até 2002, de uma estação de espionagem localizada em Brasília.

Agora, da mesma forma como Julian Assange, militante do Wikileaks que há alguns anos revelou uma série de documentos secretos dos EUA sobre crimes de guerra no Afeganistão e Iraque e se encontra, a mais de um ano, vivendo em uma sala da embaixada do Equador, em Londres, sob o risco de ser extraditado para a Suécia, Edward Snowden, o grande responsável pelo conhecimento público da arquitetura de espionagem organizada pela NSA e CIA, corre risco de ser julgado e condenado por espionagem, caso retorne para seu país.

Este escândalo reflete graves violações na privacidade de milhões de cidadãos americanos, sob a desculpa do combate ao terrorismo, e do ataque à soberania de vários países, monitorando diretamente os passos de vários governos. Chamou atenção, inclusive, na semana passada o risco que correu o presidente boliviano Evo Morales que, após dar declarações favoráveis a Snowden, teve indeferido, por França, Itália, Espanha e Portugal, a solicitação de pouso técnico para abastecimento, conseguindo realizá-lo apenas em Viena.

O governo brasileiro está entre os mais de vinte países que se negaram ou simplesmente não responderam ao pedido de asilo político. É inadmissível que Dilma se submeta de maneira tão categórica aos interesses do governo norte-americano e entregue a própria sorte àquele que é responsável por jogar luz as graves transgressões e ataques a soberania de vários países, inclusive do Brasil. A ANEL repudia as graves violações a privacidade e à soberania de um sem número de países e se soma aqueles que exigem que o governo Dilma conceda asilo político e se posicione politicamente em solidariedade a Snowden!

 

Brasil afora

SP   Em breve notícias de SP...

RJ   Em breve notícias de RJ...

BA   Em breve notícias de BA...

MG   Em breve notícias de MG...

PA   Em breve notícias de PA...

RN   Em breve notícias de RN...

RS   Em breve notícias de RS...

SC   Em breve notícias de SC...

CE   Em breve notícias de CE...

PR   Em breve notícias de PR...

MS   Em breve notícias de MS...

SE   Em breve notícias de SE...

PI   Em breve notícias de PI...

PE   Em breve notícias de PE...

GO   Em breve notícias de GO...

DF   Em breve notícias de DF...

AL   Em breve notícias de AL...

AC   Em breve notícias de AC...

AM   Em breve notícias de AM...

ES   Em breve notícias de ES...

AP   Em breve notícias de AP...

TO   Em breve notícias de TO...

RR   Em breve notícias de RR...

PB   Em breve notícias de PB...

MT   Em breve notícias de MT...

RO   Em breve notícias de RO...

MA   Em breve notícias de MA...

Distrito Federal Minas Gerais Rio Grande do Sul Santa Catarina Paraná São Paulo Rio de Janeiro Espírito Santo Mato Grosso do Sul Mato Grosso Goiás Tocantins Bahia Amazonas Pará Amapá Acre Rondônia Roraima Maranhão Piauí Ceará Sergipe Alagoas Pernambuco Paraíba Rio Grande do Norte
 
 
00:00