Manifestações contra Feliciano Sacodem o Brasil.

26 – J: Quem Derrubou o Aumento da Tarifa Mostrou que Vai Derrubar Feliciano!

#OAmorNãoTemCura

321567_10151949390919572_1411801770_n

Há dois anos a Av. Paulista, em São Paulo, era alvo da mídia mostrando as agressões sofridas por LGBTs. Nessa última quarta-feira (26/06), jovens saíram às ruas em protesto pela mesma avenida contra o projeto de “Cura Gay” (PDC 234) e pela renúncia de Marco Feliciano da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. Assim, 26 – j ficou conhecido como o dia da virada, o dia em que pintamos de luta e de arco-íris a Av. Paulista. Já que não bastava em São Paulo, esse protesto se repetiu em mais seis (6) capitais pelo país, incluindo Brasília onde fomos recebidos pelo presidente da Câmara dos Deputados, o Dep. Henrique Eduardo Alves.

Em São Paulo a concentração foi iniciada às 17h na praça do ciclista. Os manifestantes pintaram o rosto e com bandeiras com as cores do orgulho LGBT, muita animação e cartazes com suas reivindicações, foram em direção à sede do PSC, partido que abriga Marco Feliciano e encerram o ato com um grande “beijaço” para simbolizar o orgulho LGBT. Cerca de 1.000 pessoas participaram da manifestação. Na cidade de Sorocaba, também, manifestantes voltaram às ruas da cidade para protestar contra o projeto que ficou conhecido como 'cura gay'. Jovens do Movimento Estudantil se reuniram na esquina das ruas Boulevard Braguinha com a Barão do Rio Branco. Nos cartazes, mensagens de repúdio à homofobia e ao machismo e nos rostos, os manifestantes pintaram as cores do 'orgulho gay'.

No Rio de Janeiro a manifestação reuniu cerca de 500 pessoas. Iniciou-se no Largo da Carioca e foi em direção à Cinelândia. O ato reuniu entre estudantes de ensino médio e universitários. Famílias com seus filhos e trabalhadores como a psicóloga Shantala Pontes que fez um cartaz colorido para protestar em repúdio à proposta. E disse ao G1: "Eu vim representar a psicologia porque a escolha do parceiro independe do gênero. A terapia é para todos, o amor não esta ligado ao gênero". Com esse recado, o Rio de Janeiro deixa claro que é contra o projeto de “Cura Gay” e exige a imediata saída de marco Feliciano da CDHM.

Em Porto Alegre os manifestantes se encontraram no centro de para um ato contra a “Cura Gay”. O deputado Marco Feliciano está com seus dias contados. Mais de cem jovens e uma dezena de entidades de luta LGBT coloriram a Esquina Democrática, tradicional ponto de lutas da capital gaúcha, com suas bandeiras e faixas exigindo a saída de Feliciano e do PSC da Comissão de Direitos Humanos. Como parte das lutas da juventude, o ato foi um importante momento de unidade dos setores LGBTs que nessa semana comemoram os 44 anos de Stonewall, revolta de 1969 que deu origem as “paradas gays” de todo mundo. Gilian Cidade, representante da ANEL, utilizou-se do megafone para lembrar que hoje a população LGBT no Brasil sofre com o preconceito física e psicologicamente: “não é mera coincidência que após 10 anos de PT no governo federal o Brasil seja recordista mundial em assassinatos de homossexuais. Isso se dá porque a pauta dos LGBTs foram menosprezadas por esse governo que trada a questão da opressão como moeda de troca com os setores mais reacionários e fundamentalistas do parlamento”.


Em Curitiba
Cerca de 600 pessoas se reuniram para pedir a saída do deputado Marco. A manifestação começou às 18 horas na Praça Santos Andrade e terminou por volta das 20 horas na Praça Rui Barbosa. Além de se manifestarem contra Feliciano, os ativistas também pediram mais respeito ao público LGBTS (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Transgêneros e Simpatizantes). Em meio a bandeiras com as cores do arco-íris, batucadas e cantos bem-humorados, eles reafirmaram como palavra de ordem o bordão das redes sociais: “Feliciano não me representa”. Muitas pessoas apoiavam o ato das janelas dos prédios da região.nto de lutas da capital gaúcha, com suas bandeiras e faixas exigindo a saída de Feliciano e do PSC da Comissão de Direitos Humanos. Como parte das lutas da juventude, o ato foi um importante momento de unidade dos setores LGBTs que nessa semana comemoram os 44 anos de Stonewall, revolta de 1969 que deu origem as “paradas gays” de todo mundo. Gilian Cidade, representante da ANEL, utilizou-se do megafone para lembrar que hoje a população LGBT no Brasil sofre com o preconceito física e psicologicamente: “não é mera coincidência que após 10 anos de PT no governo federal o Brasil seja recordista mundial em assassinatos de homossexuais. Isso se dá porque a pauta dos LGBTs foram menosprezadas por esse governo que trada a questão da opressão como moeda de troca com os setores mais reacionários e fundamentalistas do parlamento”.

Em Brasília os manifestantes foram recebidos pelo presidente da Câmara dos Deputados.

noticia_2606

E o estudante de Serviço Social e representante da Executiva Distrital da ANEL Luth Laporta fez o seguinte relato: “Aquele papo de que os brasileiros são conformistas e não lutam pelos seus direitos caiu por terra. Há algumas semanas, o mundo todo vê que o Brasil entrou na onda desses novos tempos em que as ruas são o lugar do povo, que exige seus direitos e um mundo melhor. Em Brasília marcamos um ato para as 13h em frente ao Congresso Nacional. Mas já que estávamos na terra em que fica a sede do Legislativo, é óbvio que tínhamos que aproveitar para entregar nas mãos do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), uma carta explicitando a indignação de um amplo setor da sociedade (composto principalmente por aquelas pessoas que têm seus direitos humanos negados) em relação à permanência de um homem declaradamente machista, homofóbico, racista e que desrespeita qualquer adepto de religião diferente da sua na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara. Além disso, a carta exigia a supressão do PDC 234, o famigerado projeto da cura gay.” O presidente da câmara de comprometeu a enterrar o projeto de "Cura Gay" nas palavras dele. Cerca de 10 mil pessoas se reuniram nessa quarta-feira para protestar em frente ao Congresso Nacional.

foto (8) p

A Vitória da Luta Contra Feliciano é Marcada pela Unidade Entre Oposição de Esquerda da UNE e a ANEL.

jf-diorio-feliciano-600

Além de uma grande demonstração de força, o dia 26 também ficará conhecido como um grande dia de unidade entre setores da esquerda. O 26 – j foi construído por setores de da oposição de esquerda da UNE (JUNTOS, Rompendo Amarras e o Levante)e nós da ANEL, além de coletivos de luta contra as opressões como a CIA Triângulo Rosa. Dessa forma, as pautas contra toda forma de opressão e a luta contra Feliciano e seu projeto de “Cura Gay” são inseridas na ordem do dia das grandes manifestações e mostra que o caminho segue sendo a unidade entre os setores da esquerda, mais especificamente do Movimento Estudantil.

Dessa forma, demos um grande recado ao Feliciano e à Dilma. Não aceitaremos o projeto de Cura Gay e exigimos a criminalização da homofobia. E, com muita disposição, seguimos com a certeza de que aqueles que derrubaram o aumento das tarifas e a PEC 37, também comemorarão a derrubada de Marco Feliciano da CDHM da Câmara dos Deputados.


Dia 28/06 tem mais! Vamos Protestar na Abertura do I Encontro Nacional LGBT da CSP – CONLUTAS

                Nessa sexta-feira, no Largo do Arouche em SP, vai ocorrer mais um protesto pelo Fora Feliciano e contra a “Cura Gay”. Abertura do I Encontro Nacional LGBT da CSP – CONLUTAS. Mais informações acesse:http://anelonline.com/?p=847




 

 

Brasil afora

SP   Em breve notícias de SP...

RJ   Em breve notícias de RJ...

BA   Em breve notícias de BA...

MG   Em breve notícias de MG...

PA   Em breve notícias de PA...

RN   Em breve notícias de RN...

RS   Em breve notícias de RS...

SC   Em breve notícias de SC...

CE   Em breve notícias de CE...

PR   Em breve notícias de PR...

MS   Em breve notícias de MS...

SE   Em breve notícias de SE...

PI   Em breve notícias de PI...

PE   Em breve notícias de PE...

GO   Em breve notícias de GO...

DF   Em breve notícias de DF...

AL   Em breve notícias de AL...

AC   Em breve notícias de AC...

AM   Em breve notícias de AM...

ES   Em breve notícias de ES...

AP   Em breve notícias de AP...

TO   Em breve notícias de TO...

RR   Em breve notícias de RR...

PB   Em breve notícias de PB...

MT   Em breve notícias de MT...

RO   Em breve notícias de RO...

MA   Em breve notícias de MA...

Distrito Federal Minas Gerais Rio Grande do Sul Santa Catarina Paraná São Paulo Rio de Janeiro Espírito Santo Mato Grosso do Sul Mato Grosso Goiás Tocantins Bahia Amazonas Pará Amapá Acre Rondônia Roraima Maranhão Piauí Ceará Sergipe Alagoas Pernambuco Paraíba Rio Grande do Norte
 
 
00:00